A Educação Física é uma disciplina muito significativa. Ela insere, adapta e incorpora o aluno no saber corporal do movimento. Os jogos, os esportes, as danças, as lutas, as ginásticas e práticas de aptidão física são fundamentais para a benfeitoria da qualidade de vida humana.

A educação física veio para somar e contribuir com a educação intelectual e moral nas escolas, uma das responsabilidades dessa disciplina é de instruir e instigar o aluno a opinar e se posicionar criticamente em relação às atuais linhas de cultura corporal de movimento.

Nos momentos de recreação e jogos esportivos é importante estimular o aluno a ter atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade para com o próximo, valorizando, conhecendo e aceitando a exposição da cultura corporal dos diferentes grupos.

É essa educação contemporânea e renovadora que queremos vê nas aulas de educação física. Por isso, é necessário o educador, a escola e a comunidade estarem abertos aos avanços e transformações que faz parte da sociedade, onde a informação é a temática fundamental do corpo social estabelecida através da convivência das pessoas, das relações construídas e de uma qualidade de vida estável.

São importantes também as aulas teóricas, para passar aos  alunos o conhecimento histórico e cultural dos esportes. Por isso, é importante que o professor esteja se atualizando e  preparar aulas com qualidade.

Muitos alunos não têm costume de fazer qualquer tipo de exercícios físico. Por isso, o professor deve buscar saber mais sobre a rotina do aluno e ficar atento a cada movimento que eles fizerem, pois exercícios errados e com falta de postura podem ocasionar problemas ortopédicos, além de lesão muscular, dores articulares e câimbras.

Outro cuidado especial é alertar os alunos para a importância da hidratação. Sempre dar uma pausa na aula para que todos bebam água é importantíssimo.. Em dias muito quentes utilizar espaços com mais sombras ou quadras cobertas, por exemplo.

Orientar o aluno a se alimentar de maneira saudável é fundamental. Principalmente na parte da manhã em que muitos deles vão até em jejum para escola.

Atualmente, o índice de sobrepeso e obesidade infantil teve um aumento considerável no Brasil. Isto se tornou mais um motivo para darmos tanta importância a atividade física no currículo escolar.

A alimentação saudável e a atividade física devem caminhar juntas.

O índice de massa corpórea (peso dividido pela altura ao quadrado) diminui do nascimento até os 5 ou 6 anos de idade, para depois aumentar gradualmente até a adolescência. Quando fatores ambientais, como falta de atividade física e dietas de alto conteúdo calórico, provocam aumento de peso que subverte essa regra geral, surge predisposição à obesidade na vida adulta. Esse é o perigo!

A falta de atividade física da criança urbana de hoje é considerada pelos especialistas uma das principais causas da epidemia de obesidade infantil.