Na Educação escolar a criança deve brincar e interagir com os demais, pois neste momento da brincadeira a criança se desenvolve e constrói seu conhecimento de mundo, aumentando sua capacidade mental e facilitando na melhoria de um bom desenvolvimento na matemática. “O jogo e a brincadeira permitem ao aluno criar, imaginar, fazer de conta, funciona como laboratório de aprendizagem, permitem ao aluno experimentar, medir, utilizar, equivocar-se e fundamentalmente aprender.”

(Vygotsky e Leontiev, 1998, p -23).

 

O momento da brincadeira é uma oportunidade de desenvolvimento para a criança. Através do brincar ela aprende, experimenta o mundo, possibilita relações sociais, elabora sua autonomia de ação e organiza emoções.

 

Através do jogo, a criança aprende regras, testa habilidades físicas, como correr, pular, aprender a ganhar e perder. O brincar desenvolve também a aprendizagem da linguagem e a habilidade motora.

 

Os jogos e brincadeiras de matemática despertam na criança um bom nível de conhecimento, sendo este de grande favorecimento para uma educação de qualidade.

 

A matemática é fundamental em nossas vidas e, se trabalhada desde cedo de forma divertida, desperta o interesse pela mesma, transformando-a de uma forma fácil e prazerosa.